O desenho como experiencia de vida

Desenhar é, antes de tudo, na prática, esboçar ou registrar uma idéia apenas com lápis e papel. Idéia esta que, uma vez registrada, será uma útil ferramenta na comunicação entre pessoas. Inclusive entre aquelas de diferentes lugares, origens e valores. O desenho estimula o diálogo.

A expressão artística através do desenho como forma de exteriorizar e comunicar atravessa toda a história do homem em todas as culturas.
O homem pré-histórico marcou na rocha seres humanos, animais, plantas, elementos do seu mundo, expressando de uma forma intensa as suas vivências. O fascínio que sentimos perante obras artísticas como um desenho rupestre, gótico, renascentista ou contemporâneo, faz-nos pensar acerca do que estará no cerne destas obras para provocarem tal efeito. Diz-se que só o homem possui este fascínio e capacidade de admiração perante os fenômenos e fatos estéticos e que, portanto os “persegue”, procurando exprimir-se através da arte.

Cada cultura possui saberes, códigos e valores próprios condicionando os sistemas de comunicação. Também de indivíduo para indivíduo, mesmo sendo contemporâneos, o caráter da arte varia identificando a capacidade de representação, sensibilidade, personalidade e interesses de cada um.
Mesmo desenhos do mesmo indivíduo, por vezes variam bastante de acordo com diversas condicionantes, como a experiência, vivências, estados de espírito, etc. O fato é que a arte do desenho vai transformar ou perpetuar idéias e valores culturais.

Certos analistas da arte conceituam o desenho como base das artes visuais mas eu preferiria usar a definição de Marel Toschi e definir o desenho como “um diálogo íntimo, revelador de que a construção da linha flui entre incontáveis sins e nãos na mente de quem desenha.”

É com a mão que fazemos os gestos de desenhar. Os instrumentos surgem como objetos que constituem o prolongamento das mãos, materializando visualmente o pensamento. Da mesma forma, é através dos impulsos da intuição que move-se esta mão, que manipula os instrumentos e que cria aquilo que, no retorno, irá emocionar outras intuições pelo mundo afora.

Artista plástica, formada em desenho Técnico pelo Instituto Politécnico de Londrina, facilitadora em criatividade aplicada, coordena o atelier de desenho e pintura “De Fátima Atelier”, com extensão on line.
WebSite :  http://www.defatima.com.br
Mail : fatelier@defatima.com.br
2017-08-15T21:33:48+00:00 May 10th, 2016|Artes|